domingo, 13 de fevereiro de 2011

Grandes Nomes da TV 5 - Tarcísio Meira e Glória Menezes (Parte 3)

Em 1980, Tarcísio Meira protagonizou a novela Coração Alado, de Janete Clair. Essa novela gerou críticas pelo clima tenso, pela cena do estupro da personagem Vívian (Vera Fischer), cometido por Leandro (Ney Latorraca) e a diabetes do personagem Alberto, vivido pelo ator Mário Cardoso. Além desses, também trabalharam nessa novela: Débora Duarte, Jardel Filho, Aracy Balabanian, Joanna Fomm, Nívea Maria e Carlos Augusto Strazzer (primeira novela na Rede Globo), entre outros. Abaixo, Tarcísio Meira e Vera Fischer:


Em 1981, ele trabalhou na novela Brilhante, de Gilberto Braga, onde viveu o personagem Paulo César. Essa novela não marcou época por ser mais técnica que emotiva. Além de Tarcísio, trabalharam nela: Vera Fischer (Luiza), Fernanda Montenegro (Chica Newman), Renée de Vielmond (Maria Isabel), José Wilker (Sidney/Oswaldo), Dênis Carvalho (Inácio),  Renata Sorrah (Leonor) e os estreantes Caíque Ferreira (Fred), Fernanda Torres (Marília) e Carla Camuratti (Sônia), entre outros. Foi a última novela de Rodolfo Mayer (faleceu em 1985). A novela começou em Londres, onde a designer de jóias Luiza testemunha a falsa morte de Oswaldo. Abaixo, Vera Fischer e Tarcísio Meira:


Ainda em 1981, Glória Menezes trabalhou na novela Jogo da Vida, de Sílvio de Abreu. Ela era Jordana, esposa de Silas (Paulo Goulart), que a abandonava para ficar com uma moça mais jovem, Carla (Maitê Proença). Mas ela dava a volta por cima, e se envolvia com "seu" Vieira, vivido por Gianfrancesco Guarnieri. Nessa novela também trabalharam Rosamaria Murtinho (Loreta), Mário Gomes (Jerônimo), Raul Cortez (Carlito), Angelina Muniz (Flávia), e muitos outros. Foi a primeira novela da atriz Débora Bloch. Abaixo, Glória Menezes e Gianfrancesco Guarnieri:


Em 1982, o casal não trabalhou em novelas, voltando em 1983, na novela Guerra dos Sexos, de Sílvio de Abreu. Tarcísio Meira era Felipe de Alcântara Pereira Barreto e Glória Menezes era Roberta Leone. Após um início com Jogo da Vida (1981), Sílvio de Abreu apostou na comédia pastelão, e acabou transformando essa numa das mais famosas novelas da televisão brasileira. Como o nome diz, homens e mulheres estavam em "guerra" durante a novela toda, antes do "final feliz". Além de Tarcísio e Glória, ela contou com a presença de dois "monstros da dramaturgia brasileira": Paulo Autran e Fernanda Montenegro. E também tinha Lucélia Santos, Mário Gomes, Maitê Proença, Maria Zilda, Ary Fontoura, Yara Amaral, José Mayer, Edson Celulari  e muitos outros. Abaixo, Glória Menezes, Maitê Proença e Tarcísio Meira:


Em 1984, Tarcísio trabalhou na minissérie Meu Destino É Pecar, escrita por Euclydes Marinho, e baseada na obra de Nelson Rodrigues, e Glória trabalhou na novela Corpo A Corpo, de Gilberto Braga
Na minissérie, Tarcísio era Paulo, que era casado com Helena (Lucélia Santos), e acabava formando um "triângulo amoroso" com ela e o próprio irmão, Maurício (Marcos Paulo). Nathália Timberg, Nicette Bruno, Maria Zilda e Osmar Prado também estavam nessa minissérie. Abaixo, Tarcísio e Lucélia Santos:


Na novela, Glória era Teresa, uma mulher que era apaixonada por Osmar (Antônio Fagundes), mas fora trocada por Eloá (Débora Duarte). Ela se casava com Alfredo (Hugo Carvana) e Eloá fazia um pacto com Raul (Flávio Galvão), que era o diabo. Destaque para o amor inter-racial de Cláudio (Marcos Paulo) e Sônia (Zezé Motta). Abaixo, Glória e Hugo Carvana:


Em 1985, Tarcísio Meira participou de duas minisséries: Grande Sertão: Veredas e O Tempo e O Vento

Em Grande Sertão: Veredas (escrita por Walter George Durst, baseada na obra de Guimarães Rosa), ele era Hermógenes, jagunço que matava Joca Ramiro (Rubens de Falco). Riobaldo (Tony Ramos), grande admirador de Joca Ramiro, perseguia Hermógenes e o matava. Mas acabava perdendo Diadorim (Bruna Lombardi), seu "amigo" por quem era apaixonado, mas só depois de morto descobriu que era mulher. Abaixo, Tarcísio Meira, Bruna Lombardi, Tony Ramos e Rubens de Falco:


Em O Tempo e O Vento (minissérie escrita por Doc Comparato e Regina Braga, baseada na obra de Érico Veríssimo), ele era o Capitão Rodrigo Cambará (Um Certo Capitão Rodrigo), que se casava com Ana Terra (Glória Pires) e era pai de Bolívar (Daniel Dantas). Abaixo, Tarcísio como Rodrigo Cambará:


Em 1986, Tarcísio teve uma participação especial no último capítulo da novela Roque Santeiro, como o Coronel Emerenciano Castor. Em seguida, fez Renato Villar, na novela Roda de Fogo, um empresário inescrupuloso que se envolvia no assassinato de Celso (Paulo José) e cruzava o caminho da juíza Lúcia Brandão (Bruna Lombardi). Destaque para o personagem Tabaco, vivido por Osmar Prado, que tinha três mulheres (Cláudia Alencar, Inês Galvão e Carla Daniel). Abaixo, Tarcísio Meira:


Abaixo: Tarcísio e Glória em cenas da novela Guerra dos Sexos (1983). Música de fundo: Straight From The Heart, de Bryan Adams:


video

Nenhum comentário:

Postar um comentário